Av. 24 de Julho 4C, 1200-109 Lisboa / +351 213 950 356 / pequenagaleria@sapo.pt|qua-sab 17:00-19:30

O Paraíso Segundo José Maria

de João Ferreira

20 de Setembro a 21 de Outubro 2018

O Paraíso Segundo José Maria 2018-09-24T18:12:15+00:00

Project Description

O título do novo trabalho de João Ferreira surge inspirado por uma obra do escritor português João Tordo.
Tal como no livro O Paraíso Segundo Lars D, também neste ensaio fotográfico os homens revelam-se no silêncio. Um silêncio apenas interrompido pelas orações, que são proferidas em longas caminhadas diárias, de trinta a quarenta quilómetros, ao longo dos oito dias em que grupos de romeiros percorrem a ilha de S. Miguel, nos Açores.
Este ritual de recolhimento, que tem origem no século XVI, procura a reconciliação do homem com a natureza através de preces pelo fim das erupções vulcânicas e dos movimentos sísmicos.

É um projecto em curso. Depois de ter iniciado este trabalho em 2016, realizou no mês de Março deste ano uma residência artística, na ilha açoriana, estando previsto um novo regresso no início do próximo ano.

João Ferreira
Nasceu em Leiria (1976), onde reside e trabalha.
A fotografia acompanha-o num percurso paralelo a todas as suas outras actividades, desde a década de noventa. Desde 2008 desenvolve os seus trabalhos com recurso à fotografia digital, utilizando pontualmente processos analógicos. Entre 2010 e 2011 publica em algumas revistas de automóveis clássicos, em Portugal e França.
A partir de 2012 os temas dos seus trabalhos são dedicados essencialmente à fotografia documental humanista, tendo projectos elaborados e publicados em diferentes países.
1.3 Billion é apresentado em 2014 no m|i|mo Museu da Imagem em Movimento em Leiria, como um retrato de uma China contemporânea, percorrendo o país em diversas exposições a solo, incluindo os Açores e no exterior na Corunha, inserido no Outono Fotográfico.
Em 2016 o ensaio Arquipélago, desenvolvido em duas ilhas de Cabo Verde, foi seleccionado pela agência Magnum e pela Canon, para a leitura de portefólios no Visa Pour l’Image em Perpignan, França, foi finalista do Prémio Revelação, dos Encontros da Imagem, Braga e recebeu uma menção honrosa no Tokyo International Photo Awards, Japão. Em 2017 foi vencedor do Prémio Internacional Fotojornalismo Estação Imagem, na categoria vida quotidiana.
Expõe regularmente desde 2012.